Comentários 33390 Visualizações

 

Acho que todos já perceberam que eu gosto de moto. Bom, ando em motos desde os 15 anos e já perdi as contas de quantas motos diferentes eu tive. Além disso, todos já devem ter percebido, também, que adoro tecnologia.

Daí, deparo-me com a notícia de um capacete ultra moderno, com vários sensores, câmeras, gps e o "escambau" nele. Tive que clicar e entender do que se trata!

Estamos falando do Skully Smart Motorcycle. De acordo com a divulgação do produto, ele foi criado após seu idealizador ter se envolvido em vários acidentes de moto e ter sonhado com um capacete que pudesse lhe dar informações em tempo real, incluindo permitir ter uma visão mais clara do que acontece ao seu redor. Ele tinha certeza de que isso já deveria ter sido inventado e se surpreendeu, ao descobrir após uma busca na web, que na verdade, não havia nada parecido.

Então, decidiu criá-lo.

As estatísticas do motociclismo não são animadoras. Milhares de pessoas morrem todos os anos. Em São Paulo, estamos falando de mais de três mortes em um único dia. Mas será que um capacete biônico é a solução do problema? Acho que não.

Bom, o tal capacete tem um visual futurista. Eu, que sou da década de 80, logo vi o Ultraman nesse capacete. A julgar pela idade do idealizador, é capaz dele ter mesmo se inspirado nesse herói.

Além disso, ele tem GPS, câmera, microfone e fones embutidos. É possível receber a direção do GPS projetada diretamente na viseira. Também é possível atender chamadas e até mesmo ver o que acontece atrás de você.

Porém, com tanta tecnologia e informação, fiquei com a sensação de que isso, em vez de te proteger, pode, na verdade, te colocar em apuros.

Não sei se você anda de moto. Mas eu ando há 30 anos e aprendi nesse tempo que, perto de 100% das vezes, o periogo vem da frente e não de trás. Fico imaginando uma imagem na minha viseira mostrando informações que, quase nunca, vou precisar. Isso deve atrapalhar. O que você acha? Enfim, não tenho certeza.

Qualquer dia vou postar uma teoria minha: a sua habilidade em uma moto é inversamente proporcional a quantidade de vezes que você olha no retrovisor. Em outras palavras, quanto menos você precisa olhar no retrovisor, é sinal de que você tem um maior domínio sobre a moto e o que acontece ao seu redor. Parece nonsense, mas posso te garantir que com o tempo e condução de uma forma específica, sua necessidade de olhar no espelho vai se reduzindo, permitindo que você foque mais com o que vem pela frente.

De qualquer forma, como sou aficcionado por tecnlogia, vou acabar comprando mais essa porcaria para se acumular com os outros 250 gadgets espalhados pela minha casa. 

E quem mais quiser entrar nessa é bom ir preparando o bolso. O capacete do Ultraman vai sair, lá fora, por US$ 1.500 (cerca de R$ 4.000!). Imagine o valor disso aqui no Brasil.

E se quiser ver o capacete em ação, basta assistir ao vídeo abaixo:

E aí companheiro? Vai comprar um? Afinal, esse negócio ajuda ou atrapalha?

 

 

VEJA TAMBÉM:

Viagem

Na fronteira do Chile, Aconcágua, Caracoles e muito mais

Na fronteira do Chile, Aconcágua, Caracoles e muito mais

Nesse episódio cruzamos a fronteira do Chile, conhecemos o Aconcágua e a Puente Del Inca.

Viagem

A Difunta que virou santa

A Difunta que virou santa

Conhecemos a surpreendente história de Difunta Correa, que mesmo depois de morta, continuam amamentando seu filho

Viagem

Misteriosas oferendas nas estradas da Argentina

Misteriosas oferendas nas estradas da Argentina

Muitas garrafas d'agua, sendo dadas como oferendas em diversas estradas da Argentina. Qual o significado disso?

COMENTE: